O Fotojornalismo não é imparcial!

Padrão

Matheus Mazini, além de professor de fotografia, é fotógrafo freelancer para a Editora Abril, autor de dois livros e já publicou vários artigos em revistas científicas, nesse ramo. Ao falar sobre o que é necessário para um bom fotojornalismo, Mazini cita adjetivos que fazem do profissional um fotógrafo de destaque, e levanta uma questão curiosa: para ele, o fotojornalismo não é imparcial.

“Fotojornalismo é ponto de vista, percepção, técnica e engajamento. Ele não é imparcial, pois não dá pra separar a visão crítica do fotógrafo com o resultado final de seu trabalho. Um simples ângulo pode carimbar toda a opinião de quem capturou a foto. Por isso é importante estar engajado e saber tudo o que acontece a sua volta, se não algum detalhe importantíssimo pode passar despercebido pela vista do fotógrafo, o que é lamentável”.

A fotografia voltada para o jornalismo tem que estar em plena sintonia com a matéria escrita, caso contrário, não há ligação coerente; a foto tem que “falar a mesma língua” da notícia. Ao afirmar isso, podemos dizer que o texto jornalístico também não é imparcial. Ao ser indagado com essa conclusão, Matheus prefere apenas dizer: “Acredito que verdadeira imparcialidade no jornalismo é utopia”.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s