Tango

Padrão

Então eles dançaram. Dançaram o tango como nunca haviam feito: mãos juntas, coladas, passos dados com precisão, um perseguindo o outro; rostos delineados pela meia-face de cada um, carregando uma expressão sentida, pesada.

Dançaram lindamente a qualquer par de olhos que tivesse a honra de presenciá-los. Sincronia, romantismo, melancolia e olhares.

Olhares infindos, rasos feito uma gota de óleo na água, que escorria com naturalidade. Iam-se eles, o melhor casal que toda história teria registro.

A última escorregada da sapatilha, o último segurar de braço, a última jogada de cabeça para trás.

O beijo vermelho derrama, o olhar castanho pede, a mão grande segura. Ele ganha. Ela perde.

Image

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s