Arquivo da tag: comida

Nosso Papai Noel é tropical!

Padrão

Marília Monteiro

Lancei uma pergunta aos meus amigos, sobre o que eles lembram quando se fala em Natal. Alguns responderam com ênfase religiosa, uns recordaram as férias, outros viagens e presentes, mas a maioria incluiu a verdadeira comilança que acontece nessa época, juntamente às outras preferências.

Já repararam como comemos no Natal? É peru, pernil, carne de porco, bacalhau, arroz, farofa, castanhas, rabanada, além das diversas sobremesas que a família traz para contribuir com a ceia. Nem paramos para pensar que o natal brasileiro é no verão, e tanta comida assim não faz muito bem.

“No frio precisamos de mais comida, e alimentos energéticos porque gastamos mais energia tentando mantê-lo aquecido, enquanto no verão isso não é necessário. Por esse motivo comemos mais no inverno e preferimos algo leve para o calor”, afirma a nutricionista Cristiane Cedra.

É lindo ver toda aquela magia do natal nos países frios, das casinhas cobertas de neve, as árvores branquinhas, lareira acesa e o conforto do lar familiar quentinho, com a mesa cheia de comidas quentes.

Mas por aqui é diferente. Abrimos portas e janelas para o vento entrar, quando chove fica aquele cheirinho gostoso e sempre tem uma tia para dizer “Que bom que choveu, estava muito abafado”, ligamos o som, o vinho é substituído pela cerveja e nosso Papai Noel veste bermuda com camiseta regata, não dá para negar.

Então por que não inovar nesse ano e fazer uma ceia de natal que combine com a estação em que estamos?

A nutricionista Lucilene Andrade dá algumas dicas para quem quer algo saudável, sem deixar de ser gostoso: “Prefira carnes brancas, como aves e principalmente peixes, que agora já é mais presente nas mesas essa época. Usar aveia ou farelo de quinoa para as farofas, castanhas, frutas in natura ou secas para sobremesa. A alta ingestão de carnes e massas não é recomendada”.

Andrade ainda dá uma sugestão que vai além da alimentação: “Procure aproveitar mais o momento da ceia, trocar esse carinho com os familiares e não focar somente na comida”.