Arquivo da tag: religiao

Olha lá – matéria sobre a Umbanda

Padrão

Recebi com muito carinho a pauta sobre a religião Umbandista para a revista Trilhos Urbanos de Novembro de 2011.

Sabia que seria um desafio e tanto, era uma matéria importante e relativamente grande, além de ser um assunto completamente desconhecido por mim.. Fiquei um bom tempo pensando em como abordar o tema, mas foi só começar que as ideias começaram a surgir e eu fui me apaixonando pela diversidade que ele traz..

Espero que gostem (:

http://issuu.com/paulostucchi/docs/trilhos_novembro

Imagem

Odó-Iyá, rainha do mar!

Questão de opção

Padrão

Dia desses, encontrei um velho amigo o qual não via há muito tempo. Por acaso, andávamos na mesma rua e resolvemos tomar uma cerveja.
Conversa vai, conversa vem, e o sujeito me pergunta:

– E você? Parou de ir à missa?
Nós frequentávamos o grupo de jovens de uma Igreja Católica aqui perto de casa.
Respondi – Não, não.. Faz tempo que nem ponho os pés lá na Igreja! – ao que ele replica:

– Jura? Nossa, mas você não pode ficar assim, sem Deus! Eu vou todo domingo na missa! – exclamava vitorioso e satisfeito.
– Mas eu não fico sem Deus; sou espiritualista há um bom tempo, aliás, desde que parei de ir no grupo.
– O QUÊ ?
Só por aí, eu vi que aquele papo não renderia boas coisas..
– Sim, minha mãe havia entrado e você sabe que eu sempre questionei muito o catolicismo, daí foi quando me identifiquei com o espiritualismo.
– Hum…
Calado e espantado demais, eu queria mudar de assunto, mas ele insistiu:
– Hahaha, então você recebe os espíritos e faz macumba? Olha, minha sobrinha tava com mau olhado esses dias, dá pra você cura-la?
Meu querido, eu sou espiritualista, não mãe de santo, curandeira.. Ô coisa difícil de se entender e distinguir..
– Hehehe, não. Eu NÃO curo ninguém, NÃO faço macumba nem simpatias.. (e NÃO quero te explicar isso, porque você não vai entender. – pensamentos correm soltos quando alguém me diz essas besteiras..). Mas se você quiser – respondi mais educadamente – pode ir lá qualquer dia, é bem tranquilo, não acontece nada do que pensam por aí, não tem sacrifícios e nem coisas malignas, apenas lemos o evangelho e o discutimos.
– Ah não, obrigada! Eu não gosto de mexer com essas coisas de morto que não é morto, gente que vem puxar o pé dos outros à noite.. Comigo não tem vez, eu não mexo com eles e eles não mexem comigo, sai fora!
Confesso que gosto de analisar a reação das pessoas perante algumas situações, mas essa já estava me irritando!
– Não, o que é isso.. Não é nada disso que você pensa, ninguém puxa o pé de ninguém e na nossa filosofia, não existem mortos; a morte é apenas uma passagem, mas seu espírito permanece. O legal é que você encontra muitas respostas indo às reuniões.
– Que espírito permanecer o que! Imagina só, se isso fosse verdade, eu deveria ter nascido com a imagem de um velho ranzinza, imagina “quantas vidas eu já não vivi” AHAHAHAHAH

– Hahaha. É, talvez seja por isso que você anda com pensamentos tão, digamos, leigos.imagem-448

-O que quis dizer com isso?

-Esquece. – Garçom, traz a conta por favor! – Tenho que ir, querido; bom te ver. (duro seria te rever..)

Imagine se eu tivesse falado em ateísmo..